17 maio, 2008

11 comentários:

GAMNAA. disse...

Viste o GAMNAA!

intruso disse...

incompletos.

fiquei a pensar nisso.

na imperfeição.

(são a mesma coisa?)

[Ultimamente tenho dado por mim a gostar/interessar-me por coisas (escrita, cinema, etc) de que não gosto ou que nao me interessam completamente
(que me parecem incompletas ou imperfeitas)
... mais do que pela coerência absoluta ou pela composição calculada...
não sei...]

{qual o lugar da intuição?}


abraço!

isabel mendes ferreira disse...

"eu ofereço.TA"....:)
tenho a certeza de que a usarás com as medidas certas...

porque a intuição e todo o resto já tu deténs....


____________________.


o post?


:

uma beleza.de atrevimento? ou só da "delicadeza?".


*

Bandida disse...

..."é impossível que um poeta não contenha um crítico..."

a misturar a decência captada pela frágil amostra dos encantos... há os poetas da não-humilhação colectiva e da persistência, a escrever nas paredes palavrões que fervem aos vendilhões do templo...

há os poetas. e esses andam por aqui.

não vergam. não imobilizam. não se calam. há pois... andando em ruas estreitas...


beijo meu

alice disse...

perfeita esta citação, c. é um prazer redobrado vir aqui :) um grande beijinho.

Art&Tal disse...

Meu muito estimado intruso

Não se trata de por a intuição em causa
A titulo de exemplo a musica de john coltrane, archie shepp, albert ayler, ornette coleman…
Intuitiva? Claro que sim mas
com um conhecimento áudio-tactil permanentemente aferido

abço

linhas tortas disse...

mais miséria ando eu, querido c.
parece q não vivo neste planeta
mas não esqueço os amigos
não não esqueço
um beijo
enorme
enorme
enorme

intruso disse...

[só me ocorre um "pois..."
e logo a seguir um "mas..."
e mais um ponto de interrogação (?)
(dúvidas e perguntas)
sim, aferições]

abraço
:)

Lis disse...

A questão parece-me estar em saber usar a intuição, mesmo numa obra de arte.
Xi

Ana Paula disse...

Um crítico, é claro! Sobretudo um auto-crítico.
Sem dúvida, um escritor, um poeta também "risca" e apaga (às vezes, "risca" mesmo muito)aquilo que escreve.

É por isso que gostei da aparência manuscrita da citação!
E ocorreu-me Poe, a propósito de Baudelaire...

mary (very) light disse...

ó kriduxo, vomecê estimula mesmo a minha inteligência

quanto ao escrito acho que
rec rec...rec rec... e o instinto... rec rec ... tá curto ... rec rec... pois cacrítica... rec rec, em suma, rec rec ... adorei

quanto à figura pois que eu cá quanto mim rec rec ... e o feminino animal rec rec ... a beleza rec rec rec rec, pois ke tá o máximo...

pois cú canito lá saberá porque cheira
pois como se sabe canitos adoram sabão e perfume
... (pois que fica bem acabar assim com um coisinha qualquer)