30 junho, 2008

A.C. 1913-2008

"Um idiota preguiçoso continua sempre a ser um idiota! E um preguiçoso inteligente é alguém que reflectiu acerca do mundo em que vive. Não se trata, pois, de preguiça. É tempo de reflexão. E quanto mais preguiçoso fores, mais tempo tens para reflectir. E é por isso que, no oriente, isso se designa por filosofia oriental…A maior parte das pessoas tem tempo. Quanto mais se desce para sul, mais encontramos profetas, magos, pessoas que reflectiram sobre o mundo."

A.C.

11 comentários:

Luís Galego disse...

que muitos fossem preguiçosos quanto ele...

APC disse...

É... As aparentes contradições do nosso tempo, entre o mundo exterior e o interior. Assim como o maior interesse pela vida passa pelo maior desprendimento pelo "resto". Que se preguice, mas que não se adormeça! :-P

Ana Paula disse...

Afirmações muito interessantes. Muito mesmo...
Reflectir à pressa não serve, na verdade. Ter tempo ou não ter é uma das maiores interrogações-problemas... Que é feito da vida contemplativa?!

Concordo acerca dos povos do sul. Foi no interior alentejano, por ex., que encontrei o tempo próprio da divina "preguiça".

espaço história & arte disse...

é a segunda vez q ouço falar deste autor nesta semana... a morte tem tb este efeito!!

gostei deste excerto q fizes t... fiquei + curiosa, vou tentar conhece-lo melhor...

beij

alice disse...

a preguiça mental é um dos maiores problemas humanos. um beijinho, c.

Bandida disse...

é precisa para ter tempo...

beijo c.

casa de passe disse...

preguiça é coisa que não conhecemos nem somos capaz!

gostaríamos, seria fácil a vida com perguiça mas é uma questão de temperamento e o nosso nem sabemos como é

Loulou + Nini

[A] disse...

um discípulo de Diógenes?

já me passou pelas mãos o "Mendigos e Altivos", mas acabei por não o ler...
agora estive a ler outras opiniões ácerca do autor e fiquei francamente curiosa.


bjs.

[A] disse...

(a citação lembrou-me um post da Isabel nos Segredos...)

Sintese disse...

Bom texto. Mas a preguiça por vezes é propensa a desviarmos a mente daquilo que é importante. A preguiça não existe para aqueles que trabalham sobre si próprios mesmo que imóveis meses ou anos.
Desculpe-me, pois talvez eu entenda mal o conceito de preguiça.
Abraço.

ARTISTA MALDITO disse...

Um ano depois...Garimpando!!!

Segunda-feira, após um Domingo de preguiça:

-Estado mental: nas delícias da preguiça
-Penso: afinal a preguiça move-se:))
-Paradeiro: algures, entre a linha fechada da moleirinha e a primeira vértebra cervical.

Ainda bem que há quem compreenda o valor do tempo.